Textos


               ARTE MILENAR CHAMADA POESIA
 
            As paisagens, as montanhas, os rios, os mares, os vales e muito mais, tudo o que é belo serve de palco do artista chamado poeta.  Este escreve aquilo que sente. Não importa se usa alguma técnica ou não. Andar pelos montes, campos e vales é inalar o oxigênio para a sua alma poética. Muitas vezes só na imaginação, mas a emoção não é diferente.
            A lua com a sua beleza e o seu lençol de prata é a sua grande inspiração. Conversa com as estrelas. Para muitos este é louco, mas a loucura é aquilo que dentro dele grita. Uma necessidade. Suas lágrimas caem como gotas de diamantes que muitas vezes a mesma é eternizada através dos versos que vêm do recôndito da alma.
            Assim é a realidade deste ser, esse artista praticante da arte milenar chamada poesia. No riso, no choro, na alegria ou na tristeza o poeta se recolhe e os rabiscos do coração começam a fluir. Somente sente o alívio quando estiver pronto o poema. Depois disto começa uma nova fase e assim vai vivendo.
 
(Christiano Nunes)
Christiano Nunes
Enviado por Christiano Nunes em 24/06/2017
Alterado em 16/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/chrisnunes). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr