Textos


Imagem do Google

A CANÇÃO DO LÍRIO
 
Meu jardim perfumado com amor
A flor desabrochou com robustez
Talvez pra alma u’a bela cor
Beija-flor de sorte chegou sua vez.
 
Refrigério pro meu ser e colírio
Ao delírio vai ainda me levar
Falar um poema da
tulipa e o lírio
Na lira co’ amor pra ela vou solar.
 
Ouvirás minha voz na suave brisa
Onde pisa, perfume vai deixar
Vou cantar uma canção, sonorizo
Friso aqui que vou pra sempre lhe amar.
 
(Christiano Nunes)
 
 

 
Christiano Nunes
Enviado por Christiano Nunes em 15/09/2017
Alterado em 17/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/chrisnunes). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr