Textos


Imagem do Google

UM CLAMOR POR RESPEITO
 
Um clamor...
Olhem para nós
Não nos ignorem
Todos precisam saber
O que queremos sobre nós é o respeito
A nossa voz seja ouvida
E não nos deixem de lado
Assim, juntos nos alegraremos
Como se dançássemos na chuva
Sob as gotas benditas...
 
Sentir-nos respeitado
Num mundo de tanta desigualdade
É saber sonhar
E fazer valer a pena o nosso clamor
Do poema da vida
Podermos participar.
 
Não... não queremos estar acima de ninguém
Mas que sejamos todos iguais
Vejam a nossa cultura
Só queremos que valorizem
Somos afro-brasileiros, sim
Olhem-nos com respeito
E aos preconceitos malditos digamos não
Assim possamos ser bons amigos
Em todas as situações.
 
A gente apenas quer respeito
Pra que tenhamos igualdade nesta Terra
Carecemos de um largo sorriso
E recebermos os presentes
Que a vida oferece.
 
Nós afro-brasileiros
Ou afro-descendentes
Precisamos de boa educação
Eliminar o tal preconceito
Nossa alegria compartilhar
Não queremos correr
Apenas pra que sejamos vistos
Porque quando menos se espera
A vida já ficou para trás.
 
Tudo o que queremos
É sermos reconhecidos
Pois estamos aqui
Aqui trabalhamos
Aqui vivemos
Mas a vida corre muito irmão
Que possamos aproveitá-la
Sermos felizes e vivermos bem.
 
(Christiano Nunes)
 
 
PS.: Poema inspirado em alguns versos
da letra da música Trem-bala 
de  Ana Vilela.

 
Christiano Nunes
Enviado por Christiano Nunes em 19/11/2017
Alterado em 19/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (www.christianonunes.recantodasletras.com.br). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr