Textos


Imagem: pt.coolclips.com

AMOR CHEGA DE NHÊ, NHÊ, NHÉM
 
Alô, alô meu bem
Eu te amo também
Chega de nhê, nhê, nhém
O quê há, o quê tem?
 
Pare de chorar
Logo vou chegar
Com beijo pra te dar
Muito nos amar.
 
Deixa de lengalenga
Sei que não é quenga
Largou do Alvarenga
Ficou na pendenga.
 
Não faça beicinho
Tem o meu carinho
Com todo o jeitinho
Pois sou teu amorzinho.
 
(Christiano Nunes)




O poema acima é uma republicação.
A primeira publicação foi em 01/04/2016
Christiano Nunes
Enviado por Christiano Nunes em 26/05/2020
Alterado em 26/05/2020


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr