Textos


Imagem do Google

POESIA SEM RAÇA E SEM COR
 
Minha poesia não tem cor
E nem raça definida
É feita com muito amor
Versejar é minha vida.
 
Na tristeza ou na alegria
Sai os meus humildes versos
Seja noite ou seja dia
Esse é o nosso universo.
 
Com lápis ou com caneta
Pode ser até carvão
Registro as sagradas letras
Que saem do meu coração.
 
Escrevo também na areia
Ao som das ondas do mar
Liberto-me das cadeias
Que tentam me segurar.
 
A flor da beira da estrada
Não escapa da minha pena
Versejo lembrando a amada
Um apaixonado poema.
 
(Christiano Nunes)
 
 

 
Christiano Nunes
Enviado por Christiano Nunes em 27/04/2021


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr